terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Confraternização Natalina do UEIC

Aconteceu no último domingo, dia 19, a Confraternização Natalina das famílias carentes assistidas pela União Espírita Irmãos do Caminho (UEIC). Os presentes participaram de uma palestra ministrada pela Oradora Elda Tenório e logo após houve a distribuição das cestas natalinas com alimentos e presentes para as crianças e as mães. Houve também uma ceia para todos os partcipantes. Este evento é realizado anualmente com a colaboração de todos os trabalhadores e patrocinadores que ajudam a manter a União Espírita Irmãos do Caminho. Veja a seguir as fotos do evento.

Natal...


É chegado o momento de cada qual dar testemunho individual de sua essencialidade divina.

Enquanto uns choram outros riem de contentamento egoico.

Enquanto uns desesperam outros regozigem de euforia.

Muitos pequeninos do Pai, irmãos nossos, encontram-se em verdadeiros vales de lágrimas...

Sabemos que acabar no mundo a dor seria viver na ilusão de se sentir deus. A dor tem um sentido de existir. Mais Deus nos deu as condições necessárias de representá-lO no auxilio que devemos prestar a aqueles seus filhos, irmãos nossos, que sofrem.

Às vezes essa ajuda já deve ser prestada no seio familiar de co-sanguineidade, onde se encontram nossos desafetos de outras vidas.

Uma palavra de conforto...

Um sorriso sincero...

Um olhar fraterno...

Uma abraço de amor!

Deus aguarda sua ajuda.

Angelina

(Pelo médium Márcio Alves)

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Quadro de Prática!!



Em tempo aprazado retorne a pensar e repensar as situações de sua vida, nas escolhas que tem feito...

Estou sendo feliz na situação que escolhi?

Se algo tem ecoado em seu coração como dor e sofrimento é-se o momento de repensar as estradas quem anda caminhando...

Já temos sofrido tanto... Para que sofrer mais?

Seja Feliz!!


Sua mãe,



Angelina

(por Márcio Alves)

sábado, 27 de novembro de 2010

Ser Amparo dos Céus!



Deixe-se conduzir ao auxilio sacrossanto daqueles que sofrem.

Ouvir aquele que necessita desabafar...

Abraçar aquele que necessita de apoio...

Sentir a dor daquele que passa ao longo do caminho...

Silenciar, às vezes.

Por mais ocupado que seja seu dia... no seu cotidiano agitado e corrido... disponibilize-se a ser amor na vida daqueles que sofrem.
No final de todo isso é que realmente conta.


Angelina

(por Márcio Alves)

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Felicitações Nupciais!!


Queridos filhos Alex e Clarissa,

Chegando-se próximo à data de enlace matrimonial de seus corações, desejo a felicidade daqueles que si encontram em conexão com a vontade de Deus para suas vidas...

Sei da sinceridade de seus corações no desejo d’alma de serem um do outro nesse mister que é a convivência a dois. Sabemos de todas as dificuldades advindas, mas vale ressaltar que o crescimento é acelere nesse exercício próximo de entendimento dos limites que temos cada um de nós nas individualidades imperfeitas construídas na eternidade de nossas escolhas, certas e erradas... 

Sejam felizes meus filhos.

Que Jesus Ilumine sempre seus corações.

Recebam meu abraço de mãe que sinto ser,

Angelina.
(por Márcio Alves)

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Confia Sempre - por Chico Xavier



Não percas a tua fé entre as sombras do mundo. Ainda Que Os Teus pés estejam sangrando, segue para a frente, erguendo-a por luz celeste, acima De ti mesmo. Crê e trabalha. Esforça-te no bem e espera Com paciência. Tudo passa e tudo se renova na terra, mas o que vem do céu permanecerá. De todos os infelizes os mais desditosos são os que perderam a confiança Em Deus e em si mesmo, porque o maior infortúnio é sofrer a privação Da fé e prosseguir vivendo. Eleva, pois, o teu olhar e caminha. Luta e serve. Aprende e adianta-te. Brilha a alvorada além da noite. Hoje, é possível que a tempestade te amarfanhe o coração e te atormente o ideal, aguilhoando-te com a aflição ou ameaçando-te com a morte. Não te esqueças, porém, de que amanhã será outro dia.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Sai Baba fala sobre 2012

Ouviu falar de 2012 como um ano em que algo ocorrerá?
Bom, por um lado existem várias profecias que indicam esta data como um momento importante da história da humanidade, mas a mais significativa é o término do calendário Maya, cuja profecia foi interpretada de várias formas. Os mais negativos pensam que nesse ano o mundo termina, mas isto não é real, pois sabemos que neste ano começa a Era de Aquário. Na verdade este planeta está sempre mudando a sua vibração, e estas mudanças intensificaram-se desde 1898, levando a um período de 20 anos de alterações dos pólos magnéticos que não ocorriam há milhares de anos. Quando ocorre uma mudança do magnetismo da terra, surge também uma mudança consciencial, assim como uma adaptação física à nova vibração. Estas alterações não acontecem apenas no nosso planeta, mas em todo o universo, como a ciência atual tem comprovado.

Informe-se sobre as mudanças das tempestades solares (que são tempestades magnéticas) e perceberá que os cientistas estão a par destes assuntos. Ou pergunte a um piloto aviador sobre o deslocamento dos pólos magnéticos, já que todos os aeroportos foram obrigados a modificar os seus instrumentos nos últimos anos. Esta alteração magnética se manifesta como um aumento da luz, um aumento da vibração planetária.

Para entender mais facilmente esta questão, é preciso saber que a vibração planetária é afetada e intensificada pela consciência de todos os seres humanos. Cada pensamento, cada emoção, cada ser que desperta para a consciência de Deus, eleva a vibração do planeta. Isto pode parecer um paradoxo, uma vez que vemos muito ódio e miséria ao nosso redor, mas é assim mesmo.

Venho dizendo em mensagens anteriores que cada um escolhe onde colocar a sua atenção. Só vê a escuridão aqueles que estão focados no drama, na dor, e na injustiça. Aquele que não consegue ver o avanço espiritual da humanidade, não tem colocado a sua atenção nesse aspecto.

Porém se liberar sua mente do negativo, abrirá um espaço onde sua essência divina pode manifestar-se, e isto certamente trará o foco para o que ocorre de fato neste momento com o planeta e a humanidade. “Estamos elevando a nossa consciência como jamais o fizemos”.

Como assim? Não percebe a escuridão?
Vejo-a sim, mas não me identifico com ela, não a temo. Como posso temer a escuridão se vejo a luz tão claramente? Claro que entendo aqueles que a temem, porque também fiquei parado nesse lugar onde apenas via o mal. E por esta razão sinto amor por tudo isso.

A escuridão não é uma força que obriga a viver com mais ruindade ou com mais ódio. Não é uma força que se opõe à luz. É ausência da luz. Não é possível invadir a luz com a escuridão, porque não é assim que o principio da luz funciona. O medo, o drama, a injustiça, o ódio, a infelicidade, só existem em estados de penumbra, porque não podemos ver o contexto total da nossa vida. A única forma de ver a partir da luz é por meio da fé. Assim que aumentamos a nossa freqüência vibracional (estado de consciência), podemos olhar para a escuridão e entender plenamente o que vivemos.

Mas como pode afirmar tudo isso, se no mundo existe cada vez mais maldade?
Não há mais maldade, o que há é mais luz, e é sobre isso que falo agora.

Imagine que você tem um quarto, ou uma despensa, onde guarda suas coisas, iluminado por uma lâmpada de 40W. Se trocar para uma lâmpada de 100W, verá muita desordem e um tipo de sujeira que você nem imaginava que tinha naquele local. A sociedade está mais iluminada. Isto é o que está acontecendo. E isto faz com que muitas pessoas que lêem estas afirmações as considerem loucura.

Percebeu que hoje em dia as mentiras e ilusões são percebidas cada vez mais rapidamente? Bom, também está mais rápido alcançar o entendimento de Deus e compreender a forma como a vida se organiza. Esta nova vibração do planeta tem tornado as pessoas nervosas, depressivas e doentes. Isto porque, para poder receber mais luz, as pessoas precisam mudar física e mentalmente. Devem organizar seus quartos de despejo, porque sua consciência cada dia receberá mais luz. E por mais que desejem evitar, precisarão arregaçar as mangas e começar a limpeza, ou terão que viver no meio da sujeira.

Esta mudança provoca dores físicas nos ossos, que os médicos não conseguem resolver, já que não provem de uma doença que possa ser diagnosticada. Dirão que é causado pelo estresse. Porém isto não é real. São apenas emoções negativas acumuladas, medos e angústias, todo o pó e sujeira de anos que agora precisa ser limpo.

Algumas noites as pessoas acordarão e não conseguirão dormir por algum tempo. Não se preocupem. Leiam um livro, meditem, assistam TV. Não imaginem que algo errado ocorre. Você apenas está assimilando a nova vibração planetária. No dia seguinte seu sono ficará normal, e não sentirá falta de dormir.

Se não entender este processo, pode ser que as dores se tornem mais intensas e você acabe com um diagnóstico de fibromialgia, um nome que a medicina deu para o tipo de dores que não tem causa visível. Para isto não existe tratamento específico – apenas antidepressivos, que farão com que você perca a oportunidade de mudar sua vida.

Uma vez mais, cada um de nós precisa escolher que tipo de realidade deseja experimentar, porém sabendo que desta vez os dramas serão sentidos com mais intensidade, assim como o amor. Quando aumentamos a intensidade da luz, também aumentamos a intensidade da escuridão, o que explica o aumento de violência irracional nos últimos anos.

Estamos vivendo a melhor época da humanidade desde todos os tempos. Seremos testemunhas e agentes da maior transformação de consciência jamais imaginada.

Informe-se, desperte sua vontade de conhecer estas questões. A ciência sabe que algo está acontecendo, você sabe que algo está acontecendo. Seja um participante ativo. Que estes acontecimentos não o deixem assustado, por não saber do que se trata.

FONTE: Nova Era Agora (Divulgação on line)

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

A Prece de Paulo


“Amado senhor Jesus,

Que nos momentos de escuridão que passam nossas almas possamos sentimo-lO em nossos corações!

Estamos cansados da solidão na luta contra todas as más tendências que necessitamos superar para voarmos mais alto em direção ao seu grande amor.

Ajude-nos amorável mestre a nos sentirmos fortes, para que saindo de nós mesmos, percebamos quantos outros sofrem muito mais...

Ajude-nos a sentir o Seu Amor por nós, e mesmo quando não nos próprio amemos, sintamos que Seu Amor nos ama.

Esteja conosco Senhor!

Socorra-nos Senhor!”


Paulo (espírito)1



1- O espírito Angelina pediu-me para ouvir o pedido de socorro feito pelo espírito Paulo, no vale dos espíritos desencarnados desesperados, plano espiritual onde nossa mãe espiritual presta assistência. Segundo Angelina Paulo a muito viveu na terra escravizado pelos seus instintos, e depois de muito desespero foi conduzido ao trabalho da Vivência Espírita, e após muitos encontros abriu-se ao socorro. Nas palavras de Angelina:

“Por vezes ele chegava ao recinto logo cedo sem desejar falar nada. Respeitávamos seu silêncio-dor. Sentíamos seu desespero de auto-cobranças... Sabíamos de suas dores... mais também sabíamos que cada um tem seu tempo para despertar-se para Deus... esperamos pacientemente... Após essa sentida prece pudemos por fim oferecer nossos braços onde pudesse chorar e si sentir seguro para recomeçar...

Todos nós como Paulo podemos voltar a sentir Amor e nos sentirmos Amados, apesar de nossas pequenezes... além de tudo que pensemos e sintamos “sujo” e “indigno”... Existe Deus com seu Amor Infinito a nos amar em nossa preciosidade!!”

sábado, 25 de setembro de 2010

Novo filme de Clint Eastwood tem como tema a vida após a morte.

Além da Vida (Hereafter) conta a história de três pessoas distintas, um executivo americano, um jornalista francês e um garoto inglês, que são tocados pela morte de um jeito diferente.

Com direção do Oscarizado Clint Eastwood (Menina de Ouro), o longa ainda trás nomes de peso na produção, como Steven Spielberg, e no elenco que inclui Matt Damon (Trilogia Bourne) e Bryce Dallas Howard (A Saga Crepúsculo: Eclipse / Homem-aranha 3).

O filme ainda mostra ser uma das grandes promessas ao Oscar 2011. Sua estréia americana esta marcada para dezembro e no Brasil a previsão é para fevereiro de 2011. Confira o poster  e o trailer que foram divulgados esta semana.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Aprendendo com a Espiritualidade Amiga!!


Queridos(as) amigos (as),

No convívio com a Espiritualidade Amiga tenho apreendido lições ímpares...
Hoje fazem oito dias que numa sala de aula de um curso que estou concluindo amanhã, um colega-irmão em ideal espírita dividia com todos nós, os presentes, as dádivas que o Culto do Evangelho no Lar tem feito em/por sua vida no decorrer de anos de prática... falava-nos de um caso específico que a Espiritualidade Amiga vinha alertando através de página sorteada "aleatoriamente" em sua prática evangélica domingueira, isso a algum tempo atrás, e o quanto aquilo o ajudou e sua família... Fiquei envolvido com suas declarações.
Esse confrade ainda não sabe de minha devoção à nossa religião, o Espiritismo, quem sabe em oportuna ocasião possamos trocar "fichinhas" sobre tão libertadora religio-filosofia...
Após minutos decorridos de seu desabafo-depoimento eu me deslocava para minha residência maravilhado com a perspectiva de ser criado em seio familiar espírita como ele desde a adolescência o foi... Eu refletia o quanto seria maravilhoso ter sido criado ouvindo sobre o amor que os Espíritos Amigos sentem por nós, de que não morremos, de que seremos felizes... etc.
Pensativo, refletindo... eis que o amorável espírito Angelina, nossa mentora-guia, aparece-me e diz:
"Cada espírito tem sua programação na unicidade de seu ser... cada qual segue seu rumo em direção a Deus... Talvez se houvesses nascido em família espírita não o seria pelo coração como hoje o é! Deus sabe os caminhos de que nossos corações necessitam para encontrá-lO."
Entendi então, que tudo é perfeito da forma que é... que estamos seguros e protegidos pelas misericordiosas mãos do Senhor Jesus que tudo faz para nos conduzir ao interior de nossos corações e lá nos entregarmos ao influxo do amor, que fatalmente nos guiará, através das escolhas conscientes (ou inconscientes) que façamos, à Felicidade. No momento certo, cada qual ao seu tempo de madureza.

Abraço fraterno,

Desse irmão e mãe espiritual,

Márcio Alves (médium) e Angelina (espírito).

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Nosso Lar

Chega aos cinemas brasileiros Nosso Lar, filme baseado na obra de Chico Xavier. O filme narra a história de André Luiz (Renato Prieto) que ao abrir os olhos sabe que não está mais vivo, apesar de ainda sentir sede e fome. Ao seu redor ele apenas vê uma planície escura e desértica, marcada por gritos e seres que vivem na sombra. Após passar pelo sofrimento no umbral, André é levado para uma colônia espiritual chamada Nosso Lar. Lá ele tem acesso a novas lições e conhecimentos, enquanto aprende como é a vida em outra dimensão. Nosso Lar é uma das obras mais importante da doutrina espírita e sua adaptação para as telas de cinema é uma das mais aguardadas de todos os tempos. Uma superprodução com custo estimado em 20 milhões, tornando assim a obra cinematográfica brasileira mais cara já realizada até hoje. Confira o trailer:

sábado, 11 de setembro de 2010

Palestra sobre "Reforma Íntima".

Domingo, dia 12 de setembro, a partir das 10:30, o orador espírita Márcio Alves estará ministrando palestra na Sociedade Espírta Amor Supremo, próximo à Nossa Escola, bairro Coroa do Meio em Aracaju, com o tema "Reforma Íntima". Apareça e prestigie.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Acreditar em Deus reduz ansiedade e estresse, diz estudo.

Pesquisa mostra que pessoas religiosas se incomodam menos com erros.

Acreditar em Deus pode ajudar a acabar com a ansiedade e reduzir o estresse, segundo um estudo da Universidade de Toronto, no Canadá. A pesquisa, publicada na revista "Psychological Science", envolveu a comparação das reações cerebrais em pessoas de diferentes religiões e em ateus, quando submetidos a uma série de testes.

Segundo os cientistas, quanto mais fé os voluntários tinham, mais tranquilos eles se mostravam diante das tarefas, mesmo quando cometiam erros.

Os pesquisadores afirmam que os participantes que obtiveram melhor resultado nos testes não eram fundamentalistas, mas acreditavam que "Deus deu sentido a suas vidas".

Comparados com os ateus, eles mostraram menos atividade no chamado córtex cingulado anterior, a área do cérebro que ajuda a modificar o comportamento ao sinalizar quando são necessários mais atenção e controle, geralmente como resultado de algum acontecimento que produz ansiedade, como cometer um erro.

"Esta parte do cérebro é como um alarme que toca quando uma pessoa comete um erro ou se sente insegura", disse Michael Inzlicht, professor de psicologia e coordenador da pesquisa. "Os voluntários religiosos ou que simplesmente acreditavam em Deus mostraram muito menos atividade nesta região. Eles são muito menos ansiosos e se sentem menos estressados quando cometem um erro."

O cientista, no entanto, lembra que a ansiedade é "uma faca de dois gumes", necessária e útil em algumas situações.

"Claro que a ansiedade pode ser negativa, porque se você sofre repetidamente com o problema, pode ficar paralisado pelo medo", explicou. "Mas ela tem uma função muito útil, que é nos avisar quando estamos fazendo algo errado. Se você não se sentir ansioso com um erro, que ímpeto vai ter para mudar ou melhorar para não voltar a repetir o mesmo erro?".

Os voluntários religiosos eram cristãos, muçulmanos, hinduístas ou budistas.

Grupos ateus argumentaram que o estudo não prova que Deus existe, apenas mostra que ter uma crença é benéfico.

Escrito por Victor Rebelo
Fonte: Revista Cristã de Espiritismo

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Duas brasileiras são parte de estudo sobre reencarnação

Uma diz que morreu atropelada por um trem. A outra, acredita ter sido atingida por bomba na 2ª Guerra. Pesquisadores americanos acreditam que é verdade.

As histórias dessas duas brasileiras fazem parte de um estudo feito por um médico americano, que há 40 anos investiga casos de reencarnação.

Um espírito baixou em Lady Gaga! Esta semana, a rainha do pop anunciou que acha que é a reencarnação de uma tia que era poeta e morreu aos 19 anos de idade. Viria dessa tia a criatividade e o estilo nada comum da cantora? Lady Gaga diz mais: ‘No seu peito batem os dois corações’.

Apesar de não ter comprovação científica, a teoria da reencarnação é estudada pelo médico psiquiatra Jim Tucker, da Universidade da Virgínia, nos Estados Unidos. Ele dá continuidade à pesquisa iniciada há mais de 30 anos pelo também psiquiatra Ian Stevenson, que morreu em 2007.

Tucker diz que foram estudados 250 casos em todo o mundo. As histórias ganharam projeção internacional ao serem exibidas pela TV inglesa. Os pesquisadores colheram relatos impressionantes, inclusive no Brasil.

“Fizeram alguns testes e perguntaram coisas, bom, até então eu não sabia absolutamente nada da reencarnação da minha tia”, conta Yvone Martha, corretora de imóveis.

A tia de Yvone morreu durante a Segunda Guerra Mundial. Ela foi atingida na nuca por estilhaços de uma bomba em Viena, na Áustria. “Morreu com uma bomba, justamente no local que eu tenho a marca”, explica.

Para os estudiosos, a marca de nascença é um sinal de que Yvone seria a reencarnação da tia-avó. E há outras coincidências: as duas nasceram no mesmo dia: 11 de setembro.

“Eu tinha uns dois anos de idade mais ou menos. Eu dormia com a minha avó e brigava com ela. Eu abria a gaveta e falava: ‘Como você é desordeira e tal’. Aí ela falava: ‘Mas como você fala assim comigo?’. Aí eu falava: ‘Você não me responda, porque eu sou sua irmã mais velha’”, lembra Yvone.

O fato de Yvone, ainda tão pequena, repetir o comportamento da tia-avó, foi mais um indício para os pesquisadores.

Jim Tucker afirma que até os três anos as crianças têm uma janela por onde parecem enxergar fatos de vidas passadas.

Vidas passadas são tema da novela ‘Escrito nas Estrelas’. Cássia Kiss é Francisca, uma mulher que já morreu.

A personagem requer uma entrega diferente da atriz. “Todas as vezes que eu vou gravar uma cena, eu me concentro, eu fecho os olhos. Eu não costumo fazer isto em outros personagens, eu não me lembro de nenhuma vez, fechar os olhos, juntar as minhas mãos e pedir para ser conduzida da melhor maneira possível”, conta a atriz.

A busca espiritual sempre foi uma questão para Cássia. “Eu acredito em reencarnação. Eu já passei por várias crenças. Mas o espiritismo é o que mais me traz conforto.”

A ideia de reencarnação é milenar. Presente no hinduísmo e no budismo, ela foi incorporada por Allan Kardeck, o francês que difundiu o espiritismo.

“Reencarnação é uma crença antiquíssima na humanidade e que significa a transmigração de uma alma. A pessoa morre e reencarna em outro corpo, mas a identidade do ser permanece a mesma”, explica Dora Incontri, coordenadora do Congresso Educação e Espiritualidade.

Uma mulher que mora em São Paulo e não quer se identificar diz ter passado por experiências na vida que a fizeram sentir que ela já morreu e reencarnou.

- Quais foram essas experiências? “Primeiro, uma doença grave que não foi diagnosticada, que teve inicio aos 20 dias de vida”.

Sem explicação, ela ficou curada três meses depois, mas a doença deixou marcas que foram estudadas pela equipe do psiquiatra Ian Stevenson. Na época, ela relatou aos pesquisadores pesadelos constantes com trilhos e uma visão: o momento exato em que foi atropelada por um trem, o que justificaria as marcas.

“Veio assim, pronto e acabado, que eu havia sido colhida por um trem e morrido e agora eu estava de novo, aqui na vida reencarnada”, diz ela.

O psicólogo Jayme Roitman, que investiga fenômenos sobrenaturais, avalia que ainda não há provas suficientes da reencarnação. “Como é difícil para o ser humano dizer ‘não sei’, para os cientistas o exercício da ciência costuma ser mais fácil. Enquanto não têm evidências, eles dizem: ‘Não sei, vamos pesquisar mais’”, observa.

Mas as duas brasileiras estão convictas. “Eu acho que entre nós tem muitos reencarnados, creio eu que você seja uma reencarnação também”, acredita Yvone.

“Eu tenho uma convicção de que a reencarnação é uma lei natural que no futuro talvez se transforme na mais importante lei da Biologia”, afirma a outra mulher.

Fonte: G1 / Fantástico

terça-feira, 20 de julho de 2010

Procure o Amor!!


Ando preocupada com alguns de vocês que insistem em observar o ângulo pior das situações a que se afiguram.
Não observe com olhos de maldade a atitude daquele que sente lhe ferir com sua forma de ser. Por vezes esse está dando o máximo de si, e é o que é; a nós bastando aceitá-lo ou nos afastarmos desse.
Ninguém se isola do mundo a sua volta. Somos seres sociais e devemos observar na percepção da queda do outro uma oportunidade de serví-lo com bondade, generosidade e amor (pode parecer palavras sinônimas mas não o são, proponho-lhes pesquisa ligeira em alfarrábio lingüístico português).
Deixe a pequenez de sua alma e busque a grandiosidade do ser que tem dentro de si.
Assim... será Feliz!


Angelina.
(por Márcio Alves)

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Transformação Íntima


Tendências viciosas como impulsos para a virtude procedem, sim, do Espírito, agente determinante do comportamento humano.

Não podendo a organização celular definir estados psicológicos e emocionais, estes obedecem às impressões espirituais de que se encharcam, exteriorizando-se como fatores propelentes para uma ou outra atitude.

Destituída de espontaneidade, exceto dos fenômenos que lhe são inerentes, graças aos automatismos atávicos, a matéria orgânica é resultado das aquisições eternas do Espírito que dela se veste para as experiências da evolução.

A hereditariedade vigente nos mapas dos genes e dos cromossomas encarrega-se de transmitir inúmeros caracteres morfológicos, fisiológicos, sem exercer preponderância fundamental nos arcabouços psicológicos e morais, que pertencem ao ser espiritual, modelador das necessidades inerentes ao progresso e fomentador dos recursos que se lhe fazem indispensáveis a esse processo de crescimento a que se destina.

Descartar-se o valor dos implementos espirituais nos fenômenos comportamentais do homem, é uma tentativa de reduzi-lo a um amontoado de tecidos frágeis que o acaso organiza e desmantela ao próprio talante.

A vida pessoal escreve nas experiências de cada ser as diretrizes para as suas conquistas futuras.

Vícios e delitos ignóbeis, virtudes sacrificiais e abnegação, pertencem à alma que os externa nos momentos hábeis conforme o seu estágio evolutivo.

Vicente de Paulo e Francisco de Sales, fascinados pelo amor aos infelizes, liberaram as altas forças que lhes jaziam inatas, a serviço da caridade e da dedicação sem limite.

Ana Nery e Eunice Weaver, sensibilizadas pelo sofrimento humano, esqueceram-se de si mesmas e dedicaram-se, a primeira, aos combatentes feridos, e a segunda, à salvação dos filhos sadios dos hansenianos.

Eichmann e inúmeros carrascos nazistas acariciavam, comovidos, os filhinhos, após enviarem, cada dia, milhares de outras crianças e adultos aos fornos crematórios em inúmeros lugares dos países subjugados.

Tamerlão incendiava as cidades conquistadas, após degolar os sobreviventes, para depois dormir tranqüilo ao lado daqueles a quem amava.

Homens e mulheres virtuosos, sempre revelaram o alto grau de amor que lhes jazia em latência, da mesma forma que sicários e criminosos sanguissedentos deixaram transparecer a crueldade assassina desde os primeiros anos de infância...

As exceções demonstram o poder da vontade, que é manifestação do Espírito, quando acionada, propelindo para uma ou para outra atitude.

O hábito vicioso arraigado remanesce, impondo de uma para outra reencarnação suas características, assim impelindo o homem para manter a sua continuidade.

Da mesma forma, os salutares esforços no bem e na virtude ressumam dos refolhos da alma, e conduzem vitoriosos aos labores de edificação.

Toda ação atual, portanto, tem as suas matrizes em outras que as precedem, impressas nos arquivos profundos do ser.

Estás, na Terra, com a finalidade de abrir sepulturas para os vícios e dar asas às virtudes.

Substituindo o mau pelo bom hábito, o equivocado pelo correto labor, corrigirás a inclinação moral negativa, criando condicionamentos sadios que se apresentarão como virtudes a felicitar-te a vida.

Teus vícios de hoje, transforma-os, no teu mundo íntimo, em virtudes para amanhã ao teu alcance desde agora.

Libera-te pois, com esforço e valor moral, do mau gênio que permanece dominador, das paixões perturbadoras que te inquietam, e renova-te para o bem, pelo bem que flui do Eterno Bem.

Autor: Joanna de Ângelis
Psicografia de Divaldo Franco. Livro: Vigilância

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Amizade

A amizade é o sentimento que imanta as almas umas às outras, gerando alegria e bem-estar.
A amizade é suave expressão do ser humano que necessita intercambiar as forças da emoção sob os estímulos do entendimento fraternal. 
Inspiradora de coragem e de abnegação, a amizade enfloresce as almas, abençoando-as com resistências para as lutas. 
Há, no mundo moderno, muita falta de amizade! 
O egoísmo afasta as pessoas e as isola. 
A amizade as aproxima e irmana. 
O medo agride as almas e infelicita. 
A amizade apazigua e alegra os indivíduos. 
A desconfiança desarmoniza as vidas e a amizade equilibra as mentes, dulcificando os corações. 
Na área dos amores de profundidade, a presença da amizade é fundamental. 
Ela nasce de uma expressão de simpatia, e firma-se com as raízes do afeto seguro, fincadas nas terras da alma. 
Quando outras emoções se estiolam no vaivém dos choques, a amizade perdura, companheira devotada dos homens que se estimam. 
Se a amizade fugisse da Terra, a vida espiritual dos seres se esfacelaria. 
Ela é meiga e paciente, vigilante e ativa. 
Discreta, apaga-se, para que brilhe aquele a quem se afeiçoa. 
Sustenta na fraqueza e liberta nos momentos de dor. 
A amizade é fácil de ser vitalizada. 
Cultivá-la, constitui um dever de todo aquele que pensa e aspira, porquanto, ninguém logra êxito, se avança com aridez na alma ou indiferente ao elevo da sua fluidez. 
Quando os impulsos sexuais do amor, nos nubentes, passam, a amizade fica. 
Quando a desilusão apaga o fogo dos desejos nos grandes romances, se existe amizade, não se rompem os liames da união. 
A amizade de Jesus pelos discípulos e pelas multidões dá-nos, até hoje, a dimensão do que é o amor na sua essência mais pura, demonstrando que ela é o passo inicial para essa conquista superior que é meta de todas as vidas e mandamento maior da Lei Divina.




Joanna de Ângelis

Psicografia Divaldo Pereira Franco

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Terapia da oração

Recurso valioso para todo momento ou necessidade, a oração encontra-se ao alcance de quem deseja paz e realização, alterando para melhor os fatores que fomentam a vida e facultam o seu desenvolvimento. 
A oração é o instrumento pelo qual a criatura fala a Deus, e a inspiração lhe chega à condição de divina resposta. 
Quando alguém ora, luariza a paisagem mental e inunda-se de paz, revitalizando os fulcros da energia mantenedora da vida. 
A oração sincera, feita de entrega íntima a Deus, desenvolve a percepção de realidades normalmente não detectadas, que fazem parte do mundo extrafísico. 
O ser material é condensação do energético, real, transitoriamente organizado em complexos celulares para o objetivo essencial da evolução. Desarticulando-se, ou sofrendo influências degenerativas, necessita de reparos nos intrincados mecanismos vibratórios, de modo a recompor-se, reequilibrar-se e manter a harmonia indispensável, para alcançar a finalidade a que se destina. 

O psiquismo que ora, consegue resistências no campo de energia, que converte em forças de manutenção dos equipamentos nervosos funcionais da mente e do corpo. 
A oração induz à paz e produz estabilidade emocional, geradora de saúde integral. 
A mente que ora, sintoniza com as Fontes da Vida, enriquecendo-se de forças espirituais e lucidez. 
Terapia valiosa, a oração atrai as energias refazentes que reajustam moléculas orgânicas no mapa do equilíbrio físico, ao tempo que dinamiza as potencialidades psíquicas e emocionais, revigorando o indivíduo. 
Quando um enfermo ora, recebe valiosa transfusão de forças, que vitalizam os leucócitos para a batalha da saúde e sustentação dos campos imunológicos, restaurando-lhes as defesas.

O indivíduo é sempre o resultado dos pensamentos que elabora, que acolhe e que emite. 
O pessimista autodestrói-se, enquanto o otimista auto-sustenta-se. 
Aquele que crê nas próprias possibilidades desenvolve-as, aprimora-as e maneja-as com segurança. 
Aqueloutro que duvida de si mesmo e dos próprios recursos, envolvendo-se em psicosfera perturbadora, desarranja os centros de força e exaure-se, especialmente quando enfermo. Assemelha-se a uma vela acesa nas duas extremidades, que consome duplamente o combustível que sustenta a luz, até sua extinção.

A mente que se vincula à oração ilumina-se sem desprender vitalidade, antes haurindo-a, e mais expandindo a claridade que possui. 
Envolvendo-se nas irradiações da oração a que se entregue, logrará o ser enriquecer-se de saúde, de alegria e paz, porquanto a oração é o interfone poderoso pelo qual ele fala a Deus, e por cujo meio, inspirado e pacificado, recebe a resposta do Pai. 
Ao lado, portanto, de qualquer terapia prescrita, seja a oração a de maior significado e a mais simples de ser utilizada. 

Mensagem extraída do livro Autor: "Momentos Enriquecedores" de Joanna de Ângelis / Divaldo Franco. 

terça-feira, 8 de junho de 2010

Ganhando resistência

Reconhece você que a sua resistência precisa aumentar; por isso mesmo não despreze o esforço no bem algum tanto a mais além do nível.

Se o trabalho parece estafante, suporte mais um pouco as dificuldades em que se lhe envolvem os encargos.

Onde lhe pareça já haver exercitado o máximo de humildade, apague-se um tanto mais em favor de outrem para que o seu grupo alcance a segurança ideal.

Demonstre um pouco mais de paciência nos momentos de inquietação e evitará desgostos incalculáveis.

Abstenha-se algo mais de reclamações mesmo justas, no que se reporta aos seus interesses pessoais, e observará quanta simpatia virá depois ao seu encontro.

Mostre um pouco mais de serenidade nos instantes de crise e você se transformará no apoio providencial de muita gente.

Confie algo mais na proteção da Bondade Divina e conseguirá superar obstáculos que se lhe figuravam intransponíveis.

Nos dias de enfermidade aguente um tanto mais as dificuldades do tratamento e você apressará as suas próprias melhoras de maneira imprevisível.

Tolere um tanto mais as intrigas que, porventura, lhe assediem o campo de ação, sem lhes oferecer qualquer importância e defenderá a sua própria felicidade, com inesperado brilhantismo.

Você vive no mundo em meio de provas e lutas, desafios e necessidades, ao modo de aluno entre as lições de que precisa na escola, em favor do próprio aproveitamento; aprenda a suportar os convites ao bem dos outros e você ganhará os melhores valores da resistência.

Mensagem extraída do livro 'Respostas da Vida' de André Luiz / Francisco Cândido Xavier

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Doa-te ao bem

Nasces, a cada novo dia, quando despertas para dar amparo a quem vive junto de ti. Crias, com o proprio Criador, a VIDA a tua volta, quando deixas que os atos de amor marquem a tua existencia. Cresces, no sentido espiritual da VIDA quando te deixas envolver por um clima de tão profunda piedade que sofre, que teus olhos são mares d'agua a anunciar um novo tempo de edificação da alma.

Perdoas a quem te fere e segue a abençoar a mão que te feriu, porque sabes que este que te alcançou, não dispunha de outra forma de te pedir socorro a não ser te ferindo. Olha a família e ves o teu futuro, de atividades intensas por atenderes a todos. Amas, e pelo amor de Deus te delega o mandato para começares a ordenar na VIDA como Pai Celestial ordena a Eternidade.

Doando-te, receberás o que deres, porque a VIDA é um espelho que te reflete e que te reproduz, para que sejas amanhã, melhor do que és agora.

Amas e Viverás. Sejas caridoso e criarás a VIDA.

Mensagem extraída do livro "Mensagens Para Você" de Roque Jacintho.

domingo, 6 de junho de 2010

Por que Deus não deu as mesmas aptidões a todos os homens?

Resposta dos Espíritos Superiores: - Deus criou todos os Espíritos iguais, mas cada um deles viveu mais ou menos tempo, e por conseguinte realizou mais ou menos aquisições; a diferença está no grau de experiência e na vontade, que é o livre-arbítrio: daí decorre que uns se aperfeiçoam mais rapidamente, o que lhes dá aptidões diversas. A mistura de aptidões é necessária a fim de que cada um possa contribuir para os desígnios da Providência, nos limites do desenvolvimento de suas forças físicas e intelectuais; o que um não faz, o outro faz, e é assim que cada um tem a sua função útil. Além disso, todos os mundos sendo solidários entre si, é necessário que os habitantes dos mundos superiores, na sua maioria criados antes do vosso, venham habitar aqui para vos dar exemplo.

Pergunta 804 de "O Livro dos Espíritos", Livro III, Capítulo IX - "Lei de Igualdade". Obra de Allan Kardec

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Depressão

A depressão tem a sua gênese no espírito, que reencarna com alta dose de culpa, quando renteando no processo da evolução sob fatores negativos que lhe assinalam a marcha e de que não se resolveu por liberar-se em definitivo. Com a consciência culpada, sofrendo os gravames que lhe dilaceram a alegria íntima, imprime nas células os elementos que as desconectam, propiciando, em largo prazo, o desencadeamento dessa psicose que domina uma centena de milhões de criaturas na atualidade. Se desejarmos examinar as causas psicológicas, genéticas e orgânicas, bem estudadas pelas ciências que se encarregam de penetrar o problema, temos que levar em conta o espírito imortal, gerador dos quadros emocionais e físicos de que necessita, para crescer na direção de Deus.

A depressão instala-se, a pouco e pouco, porque as correntes psíquicas desconexas que a desencadeiam, desarticulam, vagarosamente, o equilíbrio mental.

Quando irrompe, exteriorizando-se, dominadora, suas raízes estão fixadas nos painéis da alma rebelde ou receosa de prosseguir nos compromissos redentores abraçados. Face as suas cáusticas manifestações, a terapia de emergência faz-se imprescindível, embora, os métodos acadêmicos vigentes, pura e simplesmente, não sejam suficientes para erradicá-la. Permanecendo as ocorrências psicossociais, sócio-econômicas, psico-afetivas, que produzem a ansiedade, certamente se repetirão os distúrbios no comportamento do indivíduo conduzindo a novos estados depressivos.

Abre-te ao amor e combaterás as ocorrências depressivas, movimentando-te em paz na área da afetividade com o pensamento em Deus.

Evita a hora vazia e resguarda-te da sofreguidão pelo excesso de trabalho. Adestra-te, mentalmente, na resignação diante do que te ocorra de desagradável e não possas mudar.

Quando sitiado pela idéia depressiva alarga o campo de raciocínio e combate o pensamento pessimista. Açodado pelas reminiscências perniciosas, de contornos imprecisos, sobrepõe as aspirações da luta e age, vencendo o cansaço.

Quem se habilita na ação bem conduzida e dirige o raciocínio com equilíbrio, não tomba nas redes bem urdidas da depressão. Toda vez que uma idéia prejudicial intentar espraiar-se nas telas do pensamento obnubilando-te a razão, recorre à prece e a polivalência de conceitos, impedindo-lhe a fixação.

Agradecendo a Deus a benção do renascimento na carne, conscientiza-te da sua utilidade e significação superior, combatendo os receios do passado espiritual, os mecanismos inconscientes de culpa, e produze com alegria. Recebendo ou não tratamento especializado sob a orientação de algum facultativo, aprofunda a terapia espiritual e reage, compreendendo que todos os males que infelicitam o homem procedem do espírito que ele é, no qual se encontram estruturadas as conquistas e as quedas, no largo mecanismo da evolução inevitável.

Por Joanna de Ângelis/Divaldo Pereira Franco
Mensagem extraída da obra Receitas de Paz

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Atitudes que minam resistências

Quando certo órgão físico apresenta-se dolorido, fica identificado, com antecedência, que um problema qualquer está surgindo e que é preciso providências. Assim são a dor de dente, a úlcera, a cefaléia, uma articulação enrijecida, dores diversas.


Vejam que não estamos falando em profilaxia, que consiste em examinar-se antes de sentir qualquer sintoma de doença, em inteligente trabalho de prevenção. Estamos nos referindo aos quadros que já mostram a existência  de problemas.

Os males do espírito também se identificam por meio de órgãos enfermos. Não há patologia física, mas apesar de o corpo ainda estar saudável, o inquilino não está cuidando da casa como deveria. A está poluindo e não a mantém dentro dos princípios de higiene.

Sujo o corpo, pelos desequilíbrios, começam os distúrbios do espírito. Assim  é que rapidamente a pessoa começa a ficar insatisfeita com a sua vida. Nada do que ela tem lhe causa prazer. Chega a desagradar-se até do próprio nome, ainda que seja bonito. Olha a vida com óculos negros e o colorido do mundo começa a dissipar-se. Sente-se um abandonado.

Por essa razão, não podemos deixar que cresçam em nós os maus pensamentos. Eles são a negação da fé. Se ao rezar a oração do Pai Nosso concordamos que seja feita a vontade de Deus e não a nossa, temos que confirmar na prática, ainda que essa vontade não coincida com o que esperamos. As doenças físicas são o registro das enfermidades espirituais. Uma vez nascidas na mente, e não nos referimos ao cérebro físico, elas lesam os órgãos do perispírito, os centros de forças, ou chacras como preferem alguns, até chegar aos tecidos e causar lesões. É comum certas pessoas se dirigirem ao médico, em face de dores que as incomodam e, após os exames e as radiografias, o doutor afirmar que elas não têm nada. Na verdade não têm, ainda. Os sintomas estão nas telas fluídicas, duplo etéreo, perispírito, ou em uma ou mais camadas sutis que formam o homem juntamente com o corpo de carne. As enfermidades já nasceram e estão se dirigindo para o corpo, mas seu trajeto pode ser interrompido.

Esta é a razão por que o passe aplicado no centro espírita, que se destina a fortalecer magneticamente o assistido ou equilibrá-lo moral ou psiquicamente, tem sua eficiência. Funciona como um processo de reversão e a doença que já vinha caminhando em direção à matéria física começa a desintegrar-se no caminho até desaparecer. Por isso a medicina do futuro é a psicossomática. O médico que não tratar da alma juntamente com o corpo, está condenado ao fracasso. A afirmativa de que não há doenças, mas doentes, cada dia é melhor compreendida.

Ninguém espere sua obsessão ficar grande para correr no centro em busca de socorro. Observe-se, e toda vez que perceber algo estranho, vá buscar ajuda nessas casas, que são todas filiais ou departamentos da mesma casa matriz de Jesus. E as sementes que fazem nascer as grandes árvores da obsessão, são a sonolência sem razão, irritabilidade, incapacidade de dizer uma prece ou ler um livro edificante, desinteresse pela vida, preguiça, cansaço sem causa que justifique, mania de perfeição, avareza mesmo nas coisas mais miúdas, insistir em ser dono da verdade, queixas insistentes de dores reais ou imaginárias.

Em uma análise do que acima foi mencionado, todos argumentarão que se esses são os sintomas do desequilíbrio espiritual, que nos levam aos processos obsessivos, então a humanidade sofre de obsessão crônica e epidêmica. E se nos perguntassem, responderíamos que sim. Em razão dos valores que o mundo elegeu como básicos, onde o egoísmo ultrapassou os limites do suportável  para uma convivência, não há espírito pisando o chão deste planeta que possa garantir-se sadio.

Esta afirmativa em nada desmerece o homem da Terra, que aqui reencarnou  por ser gêmeo dela. Mas considerando-se a longevidade do espírito, não restrita aos poucos minutos espirituais de uma encarnação, o esforço de melhoramento deve fazer parte das nossas metas. Quem menosprezar as coisas miúdas, taxando-as de insignificantes e secundárias, é sério candidato a perder-se no labirinto de suas próprias aflições.

Por Octávio Caúmo Serrano
(Publicado no Jornal A Voz do Espírito - Edição 89: Janeiro - Fevereiro de 1998)

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Os Bastidores do Livro dos Espíritos

Saiba como um professor de ciências investigou as mensagens dos espíritos para fundar uma religião na Paris do século 19. 

Na sala principal de uma mansão em Paris, um grupo de senhores elegantes observa em silêncio a garota de 14 anos. Julie Baudin está sentada em frente a uma mesa redonda e segura um estranho objeto - uma cesta com um lápis encaixado na borda, que risca letras em espiral. Cada palavra é analisada atentamente por um dos homens. A garota parece não saber por que os adultos olham para ela tão concentrados - volta e meia ela ri e faz algum comentário engraçado. Suas mãos, porém, desenham no papel frases que em poucos meses irão fundar uma religião: o espiritismo. 

Publicado pela primeira vez em 1857, o Livro dos Espíritos foi organizado em cerca de 20 meses pelo professor francês Allan Kardec, que coordenou longas reuniões com médiuns, fazendo perguntas a eles e colhendo respostas que acreditava vir dos espíritos. Dos vários médiuns que contribuíram para o livro, 3 garotas se destacam. Julie e Caroline Baudin, de 15 e 18 anos, e Ruth Japhet, de 20. Organizando as respostas para 501 perguntas sobre o Universo, Kardec criou a doutrina e visão de mundo do espiritismo, fazendo dele muito mais que uma diversão da burguesia parisiense. 

Na época, os fenômenos mediúnicos serviam como passatempo nos salões de Paris, que começava a ganhar ares cosmopolitas. A partir de 1850, a cidade passou por uma grande reforma. Ruelas medievais e casebres deram lugar a avenidas largas e bulevares que convergiam no Arco do Triunfo, símbolo da força da modernidade e da nova burguesia francesa. Com novos parques, a cidade se preparava para virar o século como a Cidade das Luzes. Era tempo de revolução industrial e descobertas científicas, que tornavam o homem capaz de explicar e interferir nos fenômenos ao seu redor. Ou em quase todos. 

Porque no meio de toda essa modernidade, as mesas girantes eram uma febre que assolava a Paris de 1850. Eram comuns as reuniões em salões culturais ou mansões de senhoras da sociedade, nos quais as pessoas iam para girar mesas apenas com o poder da concentração. "Toda a Europa tem o espírito voltado para uma experiência que consiste em fazer girar uma mesa", afirmou o jornal L'Illustration do dia 14 de maio de 1853. "Ide por aqui, ide por ali, nos grandes salões, nas mais humildes mansardas, no atelier do pintor - e vereis pessoas gravemente assentadas em torno de uma mesa vazia, que elas contemplam à semelhança daqueles crentes que passam a vida a olhar seus umbigos." Nas reuniões, havia poetas, intelectuais e nobres. O poeta Victor Hugo era freqüentador assíduo das reuniões e chegou a escrever que "negar a atenção a que tem direito o espiritismo é desviar a atenção da verdade". 

Numa noite de maio de 1855, a reunião das mesas girantes aconteceu na casa de uma senhora chamada Plainemaison. Uma das pessoas que compareceu à reunião foi Hippolyte Léon Denizard Rivail, um professor de ciências de 50 anos. Mais tarde, ele contaria como a visita o deixou impressionado. As mesas, segundo ele, não só giravam como batiam no chão e se moviam "em condições que não deixam margem a qualquer dúvida". A reunião na casa da sra. Plainemaison deixou Rivail aturdido. "Entrevi naquelas aparentes futilidades, no passatempo que faziam daqueles fenômenos, qualquer coisa de sério, como que a revelação de uma nova lei, que tomei a mim investigar a fundo", escreveria o professor, anos depois. 

Começam as sessões

Rivail passou meses observando o fenômeno naquela e em outras casas da cidade, como a dos Boudin, que tinham duas filhas que acreditavam ser médiuns. O mais estarrecedor era que as mesas pareciam não só rodar como também falar. Isso mesmo: pareciam indicar letras com pancadas no chão e, quando interrogadas, moviam-se para a direita ou esquerda, tentando comunicar "sim" ou "não". "Se as pessoas viam o fenômeno como uma diversão, Rivail ia às reuniões de mesas girantes como um cientista. Fazia perguntas sérias e anotava as respostas que obtinha", diz o médium e jornalista Jorge Rizzini. Em abril de 1856, 11 meses depois da primeira visita a uma daquelas reuniões, a mensagem da mesa perturbou ainda mais aquele professor de ciências. Um espírito teria escolhido Rivail para reunir e publicar os ensinamentos que ele obtinha nas mesas. Rivail não acreditou e pediu que o espírito repetisse a mensagem. "Confirmo o que foi dito, mas recomendo discrição, se quiser se sair bem. Tomará mais tarde conhecimento de coisas que agora o surpreendem", foi a mensagem que ele recebeu como resposta. 

Assim o trabalho começou. Todas as terças-feiras, Rivail freqüentava a casa da senhora Boudin. Julie, a moça de 14 anos, e sua irmã Caroline, de 16, psicografaram quase todas as questões do Livro dos Espíritos. Como a identidade das duas foi mantida em segredo por muitos anos, sabe-se pouco sobre elas. O que se sabe é que Julie era uma médium passiva, inconsciente do que escrevia. Somente achava divertido as pessoas lhe darem tanta importância. As reuniões, dirigidas pelos pais delas, não eram secretas, mas restritas a poucos convidados. Para escrever as mensagens, Julie e Caroline usavam uma cesta-de-bico, feita de vime, com 15 a 20 centímetros de diâmetro e uma espécie de bico com um lápis na ponta. "Pondo o médium os dedos na borda da cesta, o aparelho todo se agita e o lápis começa a escrever", contou Kardec em O Livro dos Médiuns. Com o tempo, as garotas passaram a usar a psicografia direta, mesmo método usado mais tarde pelo brasileiro Chico Xavier. 

Diante delas, Rivail fazia perguntas que nós, mortais, sempre quisemos fazer a quem passa pela morte e volta para contar. A 4ª pergunta do Livro dos Espíritos, por exemplo, é "Poderíamos dizer que Deus é infinito?" E a resposta: "Definição incompleta. Pobreza da linguagem dos homens, insuficiente para definir coisas acima de sua inteligência". A 150ª é "A alma, após a morte, conserva sua individualidade? Sim, nunca a perde. O que seria ela se não a conservasse?" 

As respostas que Caroline e Julie psicografavam eram revistas, analisadas e muitas vezes comparadas a outras mensagens. Na fase de revisão, a médium que mais contribuiu foi Ruth Japhet, uma médium sonâmbula que tinha mais de 50 cadernos com mensagens que psicografava à noite. Para Rivail, a revisão era necessária, primeiro, por causa da dificuldade em se entender o que os espíritos diziam. Segundo, porque, para ele, os espíritos não eram donos de toda a sabedoria do Universo. "Um dos primeiros resultados das minhas observações foi que os espíritos, não sendo senão as almas dos homens, não tinham nem a soberana sabedoria nem a soberana ciência; que seu saber era limitado ao grau de adiantamento; e que a opinião deles não tinha senão o valor de uma opinião pessoal", escreveu ele em O Livro dos Médiuns. Por isso, Kardec afirmava que muitas mensagens de entidades eram ignoradas, ou por terem gracejos ofensivos ou por não fazerem sentido. Também por esse motivo, quanto mais médiuns participassem da composição do livro, melhor. Segundo ele, mais de 10 deles contribuíram na 1ª edição da obra. 

Quando Rivail acabou de editar as perguntas, surgiu um problema: qual seria o título e quem deveria assinar a obra? Como não se considerava autor, e sim um organizador, deu o nome óbvio: O Livro dos Espíritos. Mas alguém precisava assiná-lo. "Rivail consultou os espíritos e uma entidade deu a ele o nome de Allan Kardec, porque esse tinha sido o nome que ele teve numa vida passada, como um sacerdote druida." Assim surgiu o nome do pai do espiritismo. 

Em 18 de abril de 1857, os primeiros exemplares sairiam da Tipografia de Beau, em Saint-Germain-en-Laye, cidade vizinha a Paris. O livro rapidamente correu o mundo e criou polêmica, provocando protestos de padres e cientistas céticos, mas atraindo a atenção de outros médiuns, que entraram em contato com Kardec. O pai do espiritismo viu que seu trabalho ainda não estava terminado. Eram tantas novas revelações que ele decidiu revisar mais uma vez e estender o livro. A 2ª edição, definitiva, contém 1 019 perguntas. A última delas é "O reino do bem poderá um dia realizar-se na Terra?" Parte da resposta é: "O bem reinará na Terra quando, entre os espíritos que vêm habitá-la, os bons predominarem sobre os maus; então eles farão reinar na Terra o amor e a justiça, que são a fonte do bem e da felicidade". Estava criado o livro e, com ele, uma nova religião para os homens.

Por Artur Fonseca
Fonte: Revista Superinteressante

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Sua solidão é a dois: Você e Deus!


Por mais real que pareça não é verdade que está sozinho (a).

Deus jamais te deixou sozinho (a), essa é uma ilusão humana. Daqueles que se esquecem do essencial para suas vidas.

Sem Deus não há vida.

Sem Deus tudo perde a cor.

Sem Deus tudo perde a "graça", até o mais belo se torna feio, na relativização das coisas.

Não se abandone ao nada. Se jogue no Tudo.

Confie.

Acredite.

Ele te ama incondicionalmente!




Angelina.
(por Márcio Alves)

sábado, 24 de abril de 2010

Assista o trailer oficial do filme "Nosso Lar".

Para quem não viu ainda ou quer rever, disponibilizamos o trailer do filme Nosso Lar, adaptação para as telas de cinema do romance homônimo do espírito André Luiz psicografado pelo médium Chico Xavier. Após a morte do seu corpo físico, médico acorda no mundo espiritual, onde terá que aprender novos valores morais e vencer a saudade. No elenco temos nomes como Renato Prieto, Othon Bastos, Rosanne Mulholland, Fernando Alves Pinto entre outros. A direção do filme ficou a cargo de Wagner de Assis. Nosso Lar tem estréia marcada para 3 de setembro deste ano.


quinta-feira, 15 de abril de 2010

Texto Antidepressivo


Quando você se observar, à beira do desânimo, acelere o passo para frente, proibindo-se parar.

Ore, pedindo a Deus mais luz para vencer as sombras.

Faça algo de bom, além do cansaço em que se veja.

Leia uma página edificante, que lhe auxilie o raciocínio na mudança construtiva de idéias.

Tente contato de pessoas, cuja conversação lhe melhore o clima espiritual.

Procure um ambiente, no qual lhe seja possível ouvir palavras e instruções que lhe enobreçam os pensamentos.

Preste um favor, especialmente aquele favor que você esteja adiando.

Visite um enfermo, buscando reconforto naqueles que atravessam dificuldades maiores que as suas.

Atenda às tarefas imediatas que esperam por você e que lhe impeçam qualquer demora nas nuvens do desalento.

Guarde a convicção de que todos estamos caminhando para adiante, através de problemas e lutas, na aquisição de experiência, e de que a vida concorda com as pausas de refazimento das nossas forças, mas não se acomoda com a inércia em momento algum.

Chico Xavier
Espírito André Luiz
(Do livro: " Buscas e Acharás", EDIÇÃO IDEAL)

terça-feira, 6 de abril de 2010

Você: Especial!!


Existiram sempre pessoas especiais em nossas vidas... mais a mais mais será aquela que nos vendo em toda nossa falibilidade mesmo assim resolver incondicionalmente nos amar.... amor de mãe é assim meus filhos.

Sempre a vocês é disponibilizado meu amor incondicional.


Angelina
(por Márcio Alves)

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Chico Xavier, O Filme

Crítica por André Miranda
Fonte: O Globo

‘Chico Xavier — O filme’. “A história de um homem não cabe num filme. O que se pode é ser fiel à essência de sua trajetória”, diz um texto exibido no início de “Chico Xavier”, a cinebiografia do mais popular médium do Brasil, vivido em três fases por Nelson Xavier, Ângelo Antônio e Matheus Costa.

Dirigido por Daniel Filho, o filme é narrado através da participação de Xavier, em 1971, no programa “Pinga-Fogo”, que ia ao ar na antiga TV Tupi. A ideia é alternar as cenas adaptadas do programa com a reconstituição de momentos da vida do personagem, todos baseados na biografia “As vidas de Chico Xavier”, de Marcel Souto Maior.

É de “Pinga-Fogo”, também, que “Chico Xavier” retira o trunfo de seu roteiro, escrito por Marcos Bernstein. O diretor de imagem do programa é Orlando (Tony Ramos). Cabe a ele escolher quais cenas vão ao ar em cada momento da gravação ao vivo, um trabalho normalmente exercido com frieza. Orlando diz ser ateu e se nega a acreditar nas palavras do médium. Só que, no fim, apesar de não se converter, ele se vê obrigado a reconhecer que há algo de especial em Xavier.

Orlando pode ser encarado simplesmente como uma representação de Daniel Filho, outro que é ateu, mas que confessa ter se encantado com a história do médium. Pode, ainda, ser encarado como uma representação de mim, de você, de qualquer um que se porta friamente no cinema à espera de imagens. Como Orlando, o espectador pode se surpreender com o que filme e personagem são capazes.

Assista o trailer:

terça-feira, 30 de março de 2010

Em Fluxo Com a Vontade de Deus - 33


Seja Verdadeiro. Consigo mesmo. Com o outro. Com a Vida.

Somente será feliz aquele que busca na essencialidade de si a rota em direção a felicidade.

Pensar em si pode parecer egocentrismo e/ou egolatria, e o é se não venturar o reflexo de nossas atitudes nas vidas daqueles que amamos.

Por vezes nos vemos entre a "cruz e a espada", sem saber como sair de onde nos colocarmos. na pior das hipóteses seja verdadeiro em seus limites, egosíta ou não a verdade sempre aparecerá, mais cedo ou mais tarde perceberá que ser "falso" é atrasar oportunidades de errar e refletir sobre a forma de pensar e agir. E acertar quando amadurecido.

Isso é viver e crescer!

Sejam felizes meus filhos!!




Angelina (por Márcio Alves)

domingo, 28 de março de 2010

Dica de Livro: Constelação Familiar de Divaldo Franco

O Espírito Joanna de Ângelis, pela psicografia de Divaldo Pereira Franco, aborda, em 30 capítulos, a temática Família, base fundamental sobre a qual se ergue o imenso edifício da sociedade.

A obra homenageia o Sesquicentenário da Revista Espírita, publicada pelo Codificador do Espiritismo, Allan Kardec, em Paris, França, no dia 1º janeiro de 1858.

Os pais, os filhos, os avós, os tios, outros parentes, os vizinhos, a educação doméstica, a mediunidade na família, as turbulências no âmbito familiar, as tragédias no lar são alguns dos assuntos abordados na preciosa obra.

Um dos poucos livros onde Joanna de Angelis usa uma linguagem mais simples e de fácil entendimento. Obra ideal para se ter em casa, especialmente para aqueles que vivenciam os dramas familiares da conteporaneidade como drogas, desencarne, educação sexual entre outros.

Constelação familiar
Joanna de Ângelis
Pags: 192
Formato: 14 X 21
Editora Leal

terça-feira, 23 de março de 2010

Pensar no que não existe!!


Pensamos de mais. No que fazer. No que não fazer. A quem amar. A quem não amar.
Se Deus vai gostar ou não de nossas escolhas.
Por que será que escolhemos sempre o errado? o lado errado das escolhas?
Agimos por emoção, inoperância, paralisia?

São tantas as dúvidas não é minha filha... tanto a pensar... e não só pensar mais começar a agir.
Quem lhe disse que seria fácil fazer as escolhas certas? observe aqueles que escolheram o certo... percebeu como foram suas vidas?
Pode parecer doloroso, mais é mais consciencioso e maduro escolher não machucar ninguém; até você mesma!!
Ate lá... comece com o pouco nas coisas que parecem ser mais fáceis... o momento chegará em que estará escolhendo e fazendo as grandes decisões e em paz estará feliz, embora chorando às vezes...

Abraço no coração dessa sua mãe do espírito,

Angelina.


(Orientação a alguém que pediu ajuda... será que foi você? Bom proveito do socorro disposto misericordiosamente por nossa mãe amada)

quinta-feira, 11 de março de 2010

Seta para os Céus!!


Atire a seta para o céu!
Verta os olhos para cima!
Não desespere, estamos contigo!
Confie em Deus, tudo conspira para o melhor!
Amamo-vos com as forças de nossos corações!!

Tudo dará certo!
Confie!


Angelina
(pelo médium Márcio Alves)

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Seja Feliz!

Desperte seu coração para a essencialidade de Deus. Busque na intimidade de seu ser o que lhe preenche com significado o viver, aqueles que não tem por quê ou para quem viver tem sua vida tomada por uma sensação de vazio indescritível.

Existem caminhos a serem caminhados... os seus. Ninguém poderá fazer o que somente é seu dever.

Ao longo de muitos anos tenho acompanhado almas a mim confiadas pela divindade a orientar e percebo que o muito que alguns dizem ter é permeado de pouco... o que realmente preenche nossas vidas meus queridos e amadas é darmos um sentido maior a estarmos vivos, a amarmos e devotarmos nossas vidas a algo que sentimos ser maior que nós mesmos...

A descoberta desse algo é particular e individual... cada qual tem sua rota a seguir e somente se preencherá quando encontrar...

Até saber o seu caminho ore, observe-se e continue andando, no momento certo sentirá em sua coração o que fazer!

Jesus nos abençoe os passos.

Dessa mãe pelo coração,


Angelina (espírito)
por Márcio Alves (médium)

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Conheça Past Life, Série da Fox Sobre Reencarnação

A mais nova série do canal Fox americano estréia dia 9 de fevereiro trazendo um tema que já está se tornando comum nesse formato: a vida após a morte.

A série "Past Life" é inspirada nos livros "The Reincarnationist", de M.J. Rose, que trazem histórias romanceadas sobre a doutrina da reencarnação. Criada por David Hudgins, um dos roteiristas de "Everwood" e de "Friday Night Lights", da qual também foi um dos produtores, a série sustentou o título dos livros enquanto ainda estava sendo desenvolvida para o canal em 2008. Aproveitando a estréia de "Past Life", um terceiro livro será lançado em março deste ano.

A história explora a teoria da reencarnação, através da qual voltamos várias vezes vivendo novas vidas, mas acumulando ao longo da existência traumas de vidas passadas, de forma inconsciente, os quais estariam interferindo no comportamento de cada um nesta vida.

Assim, um grupo de detetives especializados no tema, passam a investigar as vidas passadas de seus clientes com o objetivo de ajudá-los a ter uma melhor qualidade de vida.

O grupo é comandado pelo Dr. Malachi Talmadge, interpretado por Richard Schiff, o Toby da série "The West Wing". Ele é um especialista de renome na área da pesquisa cognitiva e em função disso, traz credibilidade ao projeto que é desenvolvido no The Talmadge Center for Behavioral Health, em Nova Iorque.

Kate (Kelli Giddish) é sua pupila, uma psicóloga que começou a acreditar em reencarnação quando, aos 20 e poucos anos, passou por uma experiência de regressão. Utilizando o conhecimento que adquiriu ao longo dos anos estudando com o Dr. Malachai, Kate aprendeu a ler os diferentes níveis de consciência dos seres humanos, pelos quais se torna possível explicar o comportamento de cada um.

Price Whatley (Nicholas Bischop) é o parceiro de Kate nas investigações. Ex-detetive da homicídios, cínico e pragmático, Price vive atormentado pela morte de sua esposa. Sem por muita fé no trabalho que é desenvolvido pelo Instituto, Price continua no projeto em função dos resultados obtidos. Também no grupo está o Dr. Rishi Karna, interpretado por Ravi Patel, de "Scrubs", um jovem terapeuta vindo de Calcutá, apaixonado pela cultura americana e pelo jazz cubano.

A reencarnação é um tema certamente polêmico, mas antigo. Desde a época dos filósofos gregos, dos imperadores romanos e dos deuses do Egito. Atualmente essa doutrina é mantida pela religião hindu, bem como esotéricos, espiritas, budistas, seguidores da kabala e alguns povos do oriente e da África; o que difere é a forma como acreditam e pregam a doutrina.

No Brasil a crença na reencarnação é muito forte, contradizendo a religião católica, oficialmente dominante no país. Para os católicos praticantes, admitir a reencarnação seria negar a ressurreição de Jesus Cristo e, consequentemente, sua divindade.

O conceito de reencarnação é o da vida eterna, pelo qual a alma retorna a um novo corpo, formando uma nova personalidade terrena, mas mantendo a base da personalidade do espírito, que, inconscientemente, rege o destino que ele terá nessa vida. É aí que entra o Karma, acúmulo de ações realizadas em outras vidas, que determinará o tipo de existência que terá na próxima.

Com produção da Bonanza Productions Inc. em parceria com a Warner Brothers Television, "Past Life" tem 7 episódios iniciais encomendados. A série estréia dia 9, terça, mas seu horário normal na grade será às quintas a partir do dia 11 de fevereiro.

Fonte: Revista TV Séries

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...